Índice do Artigo

Pra que isso tudo?

Novo plano VIP do Tinder custa até R$ 2,4 mil por mês

Chamado Tinder Select, o nível ultra-premium oferece recursos exclusivos para usuários engajados

Tinder
Créditos: Good Faces Agency/Unsplash

O Tinder, um dos aplicativos de namoro mais populares do mundo, acaba de lançar um plano de assinatura ultra-premium que está causando alvoroço entre seus usuários. Chamado de “Tinder Select“, o novo nível de assinatura oferece recursos exclusivos por um preço considerável de US$ 499 por mês, o que equivale à cerca de R$ 2,4 mil na cotação atual.

Este anúncio foi feito na última sexta-feira (22) e está disponível apenas para uma parcela muito restrita dos usuários do Tinder, especificamente para aqueles que se destacam como os mais ativos no aplicativo. A empresa estima que menos de 1% de seus usuários têm acesso a essa oferta premium.

Os detalhes exatos dos recursos oferecidos no Tinder Select ainda não foram divulgados pela empresa, mas a promessa é de uma experiência de namoro mais exclusiva e eficaz. Isso incluirá recursos de pesquisa “VIP”, correspondência especializada e uma forma diferenciada de comunicação. O Tinder planeja abrir inscrições para o Tinder Select continuamente.

Mark Van Ryswyk, diretor de produtos do Tinder, enfatizou a importância de ouvir os usuários altamente engajados ao longo dos últimos meses para desenvolver essa oferta única. Ele afirmou: “Sabemos que existe um subconjunto de usuários altamente engajados e ativos que priorizam maneiras mais eficazes e eficientes de encontrar conexões.

Seguindo tendência de mercado

Essa iniciativa do Tinder segue uma tendência que já foi explorada por sua empresa controladora, a Match Group Inc. Em 2022, a Match Group adquiriu o aplicativo de namoro exclusivo “The League”, que oferece um plano VIP com custo de US$ 1 mil por semana. O sucesso dessa assinatura de alto preço levou a Match Group a considerar maneiras de atender aos “usuários altamente interessados” em seus outros aplicativos, como o Tinder.

Gary Swidler, presidente do Match Group, expressou expectativas moderadas para o Tinder Select, afirmando que espera atrair apenas “uma quantidade relativamente pequena de novos pagantes“, mas acredita que terá um impacto significativo na receita. De acordo com dados da empresa de pesquisa Apptopia, os atuais “usuários avançados” do Tinder contribuíram com 53% do tempo total gasto no aplicativo este ano, destacando a importância desse grupo para a plataforma.

A estratégia de oferecer assinaturas mais caras não é nova para o Match Group. Além do Tinder Select, eles também introduziram assinaturas semanais para lidar com o crescimento lento e negativo da receita. Além disso, lançaram um plano premium de US$ 60 para o Hinge, outro aplicativo de namoro popular de sua propriedade.

Apesar de uma diminuição no número de assinantes nos últimos trimestres, o Match Group conseguiu aumentar a receita média por usuário, registrando recentemente o maior salto em oito trimestres. A empresa superou as estimativas de receita no segundo trimestre e elevou suas perspectivas para o terceiro trimestre.

Os analistas do JPMorgan Chase & Co. também aumentaram o preço-alvo das ações da empresa, citando oportunidades de crescimento no mercado de namoro online. Eles acreditam que as assinaturas mais caras, como o Tinder Select, podem ser a chave para atrair usuários e impulsionar o crescimento da empresa.

O CEO do Match Group, Bernard Kim, anunciou que mais mudanças estão planejadas para o ano, com foco na atração de usuários da Geração Z. Uma atualização de produto para o Tinder está prevista para ser lançada em breve, demonstrando o compromisso contínuo da empresa em se adaptar às necessidades e preferências em constante evolução de seus usuários.

Fonte: CNBC