Índice do Artigo

Carros

Tesla reajusta preços dos modelos S e X nos EUA após cortes no primeiro trimestre

Empresa busca reverter prejuízos e manter crescimento no mercado automotivo

Tesla reajusta preços dos modelos S e X nos EUA após cortes no primeiro trimestre
Créditos: Divulgação/Tesla

A montadora Tesla anunciou o aumento de preços de seus modelos S e X nos Estados Unidos, após uma queda de quase 10% nas ações. De acordo com a empresa, a elevação do custo de sedãs e utilitários esportivos foi motivada pelas remarcações realizadas no início deste ano, que prejudicaram a lucratividade.

Os valores de cada variante de modelos de ponta foram reajustados em US$ 2.500, o que representa um acréscimo de 2% a 3% no preço final. O Modelo S e X passaram a ser comercializados a partir de US$ 87.490 e US$ 97.490, respectivamente.

Apesar do aumento, os veículos ainda estão mais baratos do que no final do primeiro trimestre, quando os cortes de preços reduziram as margens de lucro. Vale destacar que a mudança ocorreu dois dias depois que a Tesla baixou os preços de seu SUV Modelo Y de volume muito maior e do sedã Modelo 3 pela segunda vez neste mês.

A queda de quase 10% nas ações foi registrada na quinta-feira (20), a maior desde 3 de janeiro, depois que o CEO Elon Musk sugeriu que a empresa continuará cortando preços para alimentar a demanda. No entanto, as ações foram negociadas em alta de 1,8% antes do início do pregão regular de hoje.

Acreditamos que pressionar por volumes maiores e uma frota maior é a escolha certa aqui em vez de um volume menor e uma margem maior”, disse Musk a analistas na quarta-feira.

Queda nas vendas

Embora a mudança nos preços de seus veículos de ponta seja menos significativa para os resultados da Tesla do que ajustar o que cobra pelo Modelo 3 ou Y, a empresa vendeu apenas 10.695 veículos Modelo S e X no primeiro trimestre, cerca de 2,5% do total de entregas. Musk já afirmou que os dois veículos são “de menor importância” para o futuro da Tesla, mas a empresa recentemente começou a exportá-los novamente de sua fábrica de automóveis na Califórnia.

Com a mudança de preços, a Tesla espera reverter os prejuízos sofridos anteriormente e manter o crescimento da marca no mercado automotivo, que vem sendo cada vez mais disputado pelas empresas tradicionais e novos players.

Via: Bloomberg

Via: Bloomberg