Índice do Artigo

Quando chega no Brasil?

Amazon planeja expandir entregas por drones para o Reino Unido e Itália em 2024

A empresa também revelou um novo modelo de drone que voa mais longe e opera em condições climáticas mais adversas

Drone MK30 da Amazon
Créditos: Divulgação/Amazon

A Amazon anunciou nesta quinta-feira (19) que planeja expandir seu programa de entregas por drones, Prime Air, para o Reino Unido e Itália no próximo ano. A empresa também revelou um novo modelo de drone, o MK30, que voa mais longe e opera em condições climáticas mais adversas.

No futuro, integraremos drones à rede de entrega da Amazon, para que os clientes tenham vans de entrega tradicionais, veículos de entrega Flex e drones Prime Air saindo do mesmo prédio”, escreveu a empresa em seu anúncio.

A Amazon promete entregas por drone em 30 minutos para membros Prime desde 2013, mas o programa tem enfrentado vários obstáculos. A empresa atualmente só oferece entregas Prime Air em dois locais: Texas e Califórnia.

Atualmente, os drones da Amazon não podem entregar durante tempestades de chuva, ventos fortes, calor extremo ou qualquer clima desfavorável – e só operam das 8h às 15h30 todos os dias. As restrições atuais da Administração Federal de Aviação (FAA) – organização que controla o espaço aéreo dos Estados Unidos – também impedem o Prime Air de voar seus drones sobre pessoas ou estradas, o que leva ao próximo desafio da Amazon.

Para obter a aprovação da FAA para uma implementação mais ampla nos Estados Unidos, o Prime Air deve acoplar centenas de horas de voos sem incidentes. Mas, dado o fato de que o Prime Air atualmente opera em circunstâncias limitadas, tem tido problemas para atender aos requisitos da agência. Em maio deste ano, o Prime Air havia feito apenas 100 entregas, segundo a CNBC.

Novo drone MK30

A Amazon também apresentou uma prévia de seu novo drone de entrega Prime Air, que afirma voar duas vezes mais longe do que seu modelo atual. Ainda mais crítico, os drones serão capazes de operar em chuva leve e no que a Amazon chama de clima mais “diverso”. A empresa divulgou hoje fotos do drone MK30, que disse que substituirá seus drones de entrega existentes até o final de 2024.

O MK30 também é menor e mais silencioso do que o modelo Prime Air existente, afirma a Amazon. O novo drone pode entregar objetos de até 2,2 kg, com um tempo de entrega típico de “uma hora ou menos”. O novo drone inclui um recurso de “sentir e evitar” que pode ajudá-lo a evitar animais de estimação, pessoas e propriedades. O novo design deve resultar em voos mais suaves. Como relatou a CNBC, os drones Prime Air sofreram vários acidentes ao longo dos anos.

A Amazon está trabalhando com reguladores e governos ao redor do mundo para expandir as entregas por drones. O Reino Unido e a Itália são os primeiros países fora dos Estados Unidos a receber o programa Prime Air.

A expansão do programa Prime Air é um sinal de que a Amazon está comprometida com a entrega por drones. A empresa acredita que os drones podem oferecer uma maneira mais rápida, conveniente e sustentável de entregar pacotes aos clientes.

Fonte: Amazon | Via: The Guardian